O virús SARS-COV-2 tem um calcanhar de aquiles, e os cientistas já sabem qual é. O desafio agora é criar tratamentos que explorem esta vulnerabilidade.

Pesquisadores da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, acreditam ter descoberto um possível ponto fraco da covid-19. A vulnerabilidade encontrada no vírus SARS-CoV-2 pode ajudar os cientistas a desenvolverem novos tratamentos para tratar pacientes com coronavírus.

Segundo as pesquisas, há uma pequena região ao lado das proteínas de pico do vírus que funciona como um “calcanhar de Aquiles” para o coronavírus. Ao focar os tratamentos para atingir esse determinado ponto do vírus, é possível deixar toda a infecção inerte.

Todo o processo envolve uma série de procedimentos bioquímicos. De acordo com os pesquisadores, esta pequena região do coronavírus, localizada a apenas 10 nanômetros da parte da proteína do pico que atinge as células da vítima, tem carga eletrostática positiva.

Como cargas positivas e negativas se atraem, os receptores da célula do vírus são atraídos por essa força, o que deixa o vírus capaz de infectar células do organismo. Assim, se for possível isolar esta região do vírus, essa ligação eletrostática não seria mais feita e, assim, o vírus se tornaria mais fraco.

O problema, porém, é que ainda não existe uma maneira simples de fazer isso e não há previsão de quando os pesquisadores irão apresentar tratamentos que explorem essa fraqueza.

Página 1 de 4

Logo Trend Site White 2

A TREND Medical é uma empresa brasileira dedicada ao desenvolvimento, produção e venda de produtos médicos.